● "Le Papier Returns: The Four Horsemen" - 1.ª Parte

29 maio, 2009

Hoje apresento-vos nada mais nada menos que a continuação das aventuras de "Le Papier", escrita após o enorme sucesso que foi o filme deste herói lendário (lol) e esta é a sua primeira parte que relata os acontecimentos que levaram o grupo de Papier a conhecer Valliachi e a sua luta contra os irmãos Kalashnikov.

Se quiserem ler o argumento da aventura anterior "Le Papier - The Movie" dirijam-se AQUI. Have fun!



"Le Papier". A lenda nasceu quando este jovem misterioso, juntamente com o Agente Especial Adrian King-07, reuniu provas para tornar possível o desmantelamento da Organização, uma rede de tráfico internacional que actuava através da conceituada multinacional N.O.V.A. Corp., que escapou por pouco à falência depois deste episódio. O seu líder, Orlov Kalashnikov foi detido e condenado pela Interpol a uma pena de prisão, por tráfico e homicídios múltiplos, a cumprir numa prisão de máxima segurança no Pacífico. 3 Anos passaram...


Ao fundo da rua, o som de passos apressados surge e um vulto ganha forma. Le Papier, atrasado, dirige-se para a estação de comboios, onde combinou com AK-07 e o seu parceiro Knox Park apanharem o comboio com destino a Lisboa onde vão passar uns curtos dias de férias. Chegados ao seu destino e com as malas já no hotel onde pernoitarão, decidem dar uma volta pela cidade. Entretanto, Papier recebe um telefonema.
Era Sophia, a sua ex-namorada, que lhe ligava de Londres onde está a morar para terminar o curso de jornalismo. Sophia ligou a Papier por ter novidades desconcertantes sobre o caso referente à Organização. Aparentemente Orlov Kalashnikov tinha dois filhos, Maria e Roger, também eles investigados pela Interpol, por alegadas ligações a redes terroristas internacionais. Mas o motivo que a preocupa é o facto de terem sido captadas conversas entre os dois irmãos a falar sobre algo relacionado com Portugal. Sophia não teve acesso à gravação, mas segundo informações reveladas por uma fonte da Scotland Yard os irmãos Kalashnikov podem estar a preparar um atentado em Portugal, para se vingarem de Papier e AK pelo que se passou há 4 anos atrás e o alvo era o monumento localizado à sua frente: a Torre de Belém. Sophia avisa-os para terem cuidado pois podem já estar sob vigia e todos sabem do que estes loucos são capazes para atingir os objectivos.

Os três amigos ficam extremamente tensos e dirigem-se de imediato para o hotel para pensar na melhor forma de resolver este problema, mas durante a viagem apercebem-se de que estão a ser seguidos. O suspeito está bastante mal camuflado, coberto por um sobretudo negro, óculos escuros e uma barba obviamente postiça, pelo que dá bastante nas vistas e o grupo reconhece imediatamente tratar-se de um terrorista, provavelmente com ligações aos Kalashnikov e cujo alvo são eles próprios. Os jovens apressam o passo para tentar despistá-lo, uma vez que não podem correr riscos pois estes bandidos não têm propriamente aquele sentimento conhecido por ”amor à vida” e eles não querem pedaços seus espalhados pela rua.

Enquanto tentam escapar ao perseguidor, Papier, ao dobrar apressadamente a esquina, embate com tal violência num jovem que passava, que a guitarra acústica que este carregava cai no chão com um estrondo. Os três jovens, sem tempo para pedir desculpas, continuam o seu caminho sem se preocupar com mais nada, mas o jovem guitarrista, não contente com o sucedido, sai no seu encalço para pedir explicações. Corre em direcção a Papier e agarra-o pelo colarinho, porém Papier liberta-se dizendo apenas que não tem tempo a perder com meninos e termina dizendo para ele os deixar em paz antes que se arrependa. No entanto esta troca de palavras deu tempo suficiente à figura que os seguia para os alcançar. Este, ao chegar perto dos jovens, pragueja algo numa língua desconhecida e prepara-se para activar um qualquer dispositivo ligado ao seu peito. Os jovens ficam em choque e Papier já se imaginava feito em pedaços quando repara num objecto arremessado com enorme violência em direcção à cara do alucinado desconhecido. O impacto deixou-o inconsciente.

O jovem guitarrista acabara de salvar as vidas dos quatro ao atirar o seu precioso instrumento musical ao desconhecido, e este percebeu agora o porquê da sua pressa. Papier engole o seu orgulho e agradece ao jovem, pede desculpas pela sua brutidão de há pouco, bem como faz a promessa de pagar os estragos da guitarra, no entanto o tempo era escasso e não tinha tempo para lhe explicar tudo o que se passava. AK intervém na conversa dizendo que como não sabem há quanto tempo são seguidos o melhor é não pensarem sequer em voltar ao hotel pois lá podem correr perigo, uma vez que se tornaram no alvo de terroristas internacionais. Parece que este se iria tornar em mais um dia em que as coisas podiam ficar feias e todo o cuidado era pouco. Os três pensam num sítio onde ficar quando o guitarrista se oferece para os abrigar no apartamento onde estava a morar neste momento, com a condição de ficar a conhecer a história toda. Os jovens agradecem e levam consigo o terrorista inconsciente, para o interrogar assim que cheguem.

"Valliachi" Val Gall Agher era o nome do guitarrista que havia salvo a vida dos jovens. Este jovem com raízes inglesas era também oriundo de Coimbra, mas deslocou-se à capital armado com maquetas da banda que lidera para procurar uma editora que os represente. Depois de conhecer toda a história por trás desta tentativa de atentado e de conhecer os planos terroristas para a cidade, Valliachi insiste em ajudar os jovens, que aceitam de imediato, vendo com este novo talento do seu lado as suas hipóteses de sucesso subir exponencialmente. É tempo de começar a pensar num plano para pararem os irmãos Kalashnikov e o primeiro passo que tomam é retirar todas as informações do terrorista que agora têm na sua posse. Depois de interrogarem e torturarem Juan, o suicida que tentou matá-los há pouco, descobrem a localização do HQ dos irmãos, um edifício empresarial localizado na Baixa da cidade, e que a segurança era liderada por Mallow Woman, uma mercenária que poderia causar-lhes muitos problemas. Juan revelou ainda que a destruição da torre ia ser consolidada no dia seguinte, o que não lhes deixava margem de manobra, teriam que atacar nessa mesma noite e, para evitar surpresas, a missão iria ser completamente secreta.


O facto de terem que voltar à acção por razões tão terríveis era algo que poderia atemorizar qualquer pessoa, mas Papier e AK não conseguissem esconder uma certa excitação por estarem presentes em mais uma operação de alto risco. A verdade é que os 4 anos que passaram foram fracos em termos de emoções, a escumalha de Coimbra não passava disso mesmo e nunca constituíram um desafio para os jovens. Agora estavam de volta à verdadeira acção e desta vez com dois reforços de peso. Knox, o jovem agente muito hábil e com um extenso conhecimento ao nível das artes marciais e Valliachi, que havia provado merecer fazer parte deste grupo de elite, ao salvá-los de forma espectacular de Juan.


Agora, com o rumo da missão definido, a acção vai realmente começar!

Continua na 2.ª parte
Comentários
4 Comentários

4 Comentários :

  1. Anónimo disse... :

    The Four Horsemen? Para a história ter um nome destes só pode ser boa quero ver essa 2a parte!

  1. Room401 disse... :

    "Este, ao chegar pertos dos jovens, pragueja algo numa língua desconhecida e prepara-se para activar um qualquer dispositivo ligado ao seu peito. Os jovens ficam em choque e Papier já se imaginava feito em pedaços quando repara num objecto arremessado com enorme violência em direcção à cara do alucinado desconhecido. O impacto deixou-o inconsciente."

    Onde e que tu vais buscar cenas destas?
    Que folga nessa cabeça que deves ter!


    Agora a serio tens mesmo jeitinho pa isto não tens pa?

  1. Anónimo disse... :

    A historia tá fixe mas agora tá muito dividida, já não tá tão baseada no "papier" parece k ele já não é o personagem principal.
    É a única razão em que tá pior que a primeira, porque no resto melhoraste muito.
    Parabéns

    Mary

  1. Dih disse... :

    Dessa cabeça só sai disto...
    Devias ter vergonha!!! looool :D :p

Enviar um comentário

Não se esqueçam de deixar as vossas opiniões, porque há sempre uma palavra a dizer, por mais pateta que possa parecer! xP

 
The Grand Chaos © 2012 | Ready To Rock