● All Hell Breaks Loose: X-Over - 3.ª Parte

10 maio, 2013
Boas pessoal! Hoje como sabem, ou não, a minha pessoa faz anos, por isso e como é um dia especial, ou nem por isso, deixo-vos com um presentinho para curtirem o dia: All Hell Breaks Loose!
Enjoy!


Todos estavam paralisados.
Kaiser, Alex, Lily, Rafa, Miguel, Papier e Shade não sabiam bem o que pensar ao ver a enorme fissura que dividia o céu em dois e que se começava a multiplicar à sua volta. Para Kaiser, esta era uma imagem aterrorizante e familiar que o remetia para a Grande Guerra séculos atrás, o que queria dizer apenas uma coisa: o Líder dos Anjos e o Rei dos Demónios quebraram as tréguas estavam ambos neste Mundo, e o poder que libertavam era tão impressionante que seria difícil dizer se o planeta iria aguentar tal pressão.

Papier e Shade não conseguiam acreditar em tal história, mas Alex pediu-lhes que acabassem com a inútil luta que estavam a travar, aviso que também serviu para Kaiser e Lily, e se concentrassem em pensar em qualquer coisa que pudessem fazer para evitar o destino que os esperava se a Guerra se iniciasse: o Fim do Mundo tal como o conheciam!
Kaiser acabou por concordar, tentando pensar claramente. Alex sentia um enorme poder vindo do sul, muito afastado, mas ainda assim altamente assustador. O demónio calculou que o palco da Batalha Destinada fosse em Zero, o mesmo local onde foram negociadas as tréguas há tantos séculos atrás.
Todos estavam interessados em saber onde ficava esse local, que Kaiser revelou ser um ponto no golfo da Guiné, onde tanto a latitude como a longitude são 0. Shade interpelou-o, declarando que nesse local só existe oceano, mas Kaiser insistiu, dizendo que ia ser ali mesmo e as suas palavras seguintes foram assustadoramente profundas: A Guerra teria que ser travada a todo o custo, caso contrário A Terra e Gaia, o Mundo dos Demónios, iriam fundir-se num só mundo. As fissuras nos céus marcavam o primeiro estágio dessa fusão e esse era certamente o grande objectivo dos demónios para provocar esta batalha.
Alex não conseguia perceber, se esse era o caso, porque só agora resolveram provocar a Guerra e não o fizeram antes? Kaiser manteve-se em silêncio. Era notório que a agenda dos Demónios, bem como os seus objectivos poderiam ter motivos bem mais obscuros, e tudo o que eles podiam fazer agora era entrar em suposições.

O ambiente era pesado. Papier voltou costas e preparou-se para ir embora, parecia ainda algo confuso, mas antes de entrar no carro voltou-se para os rivais e, com um sorriso desafiador no rosto, declarou que se era Guerra que os idiotas armados em Deuses queriam, iam tê-la! A força mais poderosa da humanidade ia agora voltar-se contra eles e derrota era algo do qual ela nunca tinha ouvido falar! Shade sorriu e também se retirou, mas não sem antes avisá-los que a batalha entre eles não estava acabada, e iriam encontrar-se novamente.


Alex chamou Sara e Marian e, mal chegaram a casa, colocou-as a par dos novos acontecimentos. As fissuras que se espalhavam pelo mundo já davam que falar em todos os noticiários e o pânico começava a espalhar-se entre as pessoas. Decidiram que iriam viajar o mais urgentemente possível para Zero, onde teriam que tentar travar a Guerra, embora não soubessem exactamente como.

Poucos segundos depois, o prédio era cercado por carros de polícia, algo que os apanhou completamente desprevenidos. Agentes invadem o edifício e entram rapidamente no apartamento, para levar todos presos. Kaiser preparava-se para os eliminar sem qualquer misericórdia, mas Alex impediu-o, dizendo que não sabia o que se passava, mas eles iriam fazer o que os invasores queriam.
O grupo esteve fechado por algumas horas numa cela e sem qualquer tipo de explicação, o que provocou inúmeros protestos, até que por fim, ao final da noite, foram libertados.
À espera deles estava uma mulher muito elegante, vestida de branco, que se apresentou como Cristina Maxwell e que se mostrou muito feliz por encontrar finalmente o grupo de EXtremes que tinha lutado com demónios durante tanto tempo ao mesmo tempo que pediu desculpas pela forma como foram tratados pela polícia. O ar de confusão do grupo fê-la sorrir e prometeu-lhes uma explicação assim que possível, mas agora não havia tempo para isso, pois a Interpol esperava-os!
Entraram num luxuoso carro que pertencia à empresa de Cristina, a N.O.V.A. Corp., que a grande velocidade os levou a um aeródromo a alguns quilómetros da cidade. Chegados ao destino, a sua surpresa foi enorme. À sua frente estava um enorme avião militar rodeado de soldados que se apressavam a preparar material bélico e a transportá-lo para o seu interior. Foram então cumprimentados pelo líder de toda a operação: o General Zed, ladeado pelos seus tenentes AK-07 e Knox Park!
Cristina decidiu explicar por fim tudo o que se passava.


O General Zed era o líder da Divisão ARM da Interpol, com a qual Papier colabora. A Interpol combateu durante bastante tempo a Organização conhecida como SOMBRA, que usaram a empresa NOVA Corp. como fachada para os seus negócios mafiosos. Depois da derrota da Organização, Cristina tomou as rédeas da NOVA, tornando-a numa empresa próspera que se estabeleceu como líder em inúmeras áreas do desenvolvimento tecnológico e científico e que se tornou numa grande aliada da Divisão ARM.
A NOVA, quando estava sob o comando da Organização, tinha como grande objectivo o desenvolvimento da espécie humana de forma a criar Super-Soldados, modificados geneticamente, que poderiam trazer-lhes o poder para dominar o mundo, algo que se alterou com a liderança de Cristina. Independentemente disso, quando teve conhecimento da existência dos demónios, a Presidente investigou bastante os seus mistérios e descobriu que o contacto com estes seres, seja através da possessão, ou de longos períodos de convivência, altera profundamente a estrutura humana até ao nível celular, transformando as células em EXcells, o que se traduz num aumento considerável de poder, que torna os humanos normais muitos mais poderosos fisicamente, apelidados de EXtremes, e que podem ser a chave para a vitória nesta batalha.
Papier e Shade, devido ao seu treino desde há vários anos com as suas espadas, recentemente redescobertas como Artefactos Demoníacos, são os primeiros EXtremes do qual teve conhecimento, mas o grupo composto por Alex, Sara, Rafa e Miguel também fazem parte deste grupo, Alex e Sara desenvolveram poderes pelo facto de terem sido possuídos e Rafa e Miguel estão a desenvolvê-los rapidamente devido à convivência constante com não apenas um mas dois demónios!

Estas revelações por parte de Cristina apanharam o grupo de surpresa, pois nunca tinham pensado nos seus poderes desta forma. Talvez afinal a vitória não fosse algo tão rebuscado, afinal tinham com eles um enorme exército de soldados altamente treinados, dois demónios, um anjo e seis EXtremes!
Uma voz vinda de trás apressou-se a corrigir este pensamento, não eram seis EXtremes, mas sim sete! Era Papier, que vinha empanturrado a empurrar um carrinho com o seu pequeno-almoço, e que perguntou aos convidados se também queriam algo. Todos recusaram (menos Miguel e AK, que cheios de fome não negaram o convite), interessados em saber quem era o sétimo EXtreme. Papier, ainda com a boca cheia, declarou só não tinham partido para Zero porque aguardavam a chegada deste sétimo que era também o primeiro, o seu mestre, Zack Thunder!


Enquanto o lado humano se preparava para impedir a terrível e lendária batalha entre humanos e demónios, em Zero, a massa de terra originada da erupção de um vulcão que teve início quando Seraph Cielo, Líder dos Anjos e Lance Z Roger, Rei dos Demónios passaram para o mesmo plano dimensional. Desde há longos séculos, que os dois expoentes máximos de poder das raças irmãs não se encontravam no mesmo mundo, e agora que, por fim, estavam frente a frente, o palco está pronto para o início da batalha.
Lance tem do seu lado 7 Príncipes Caídos: Lucifer Pride, Mammon Greed, Asmodeus Lust, Levi Envy, Beel Glutony, Amon Wrath e Belphegor Sloth, que comandam todo um exército ansioso por arrancar asas a Anjos; enquanto Seraph conta com os seus 7 Virtuosos Arcanjos: Raphael Humilitas, Michael Caritas, Uriel Castitas, Ramiel Humanitas, Selaphiel Temperantia, Raguel Patientia e Gabriel Industria, prontos a dar tudo pelo seu objectivo, a extinção completa dos demónios.
A luta definitiva entre luz e sombras, ébano e marfim, Ordem e Caos tem o seu inevitável início e os seus líderes dão o exemplo chocando com tal violência que a terra aos seus pés desaba e novas fissuras quebram o céu, antevendo ainda mais destruição!


O carro militar que transportava Zack chegara por fim ao aeródromo. O Mestre apressou-se a reunir-se com o grupo que se preparava para embarcar no avião quando um novo sismo os abanou! A guerra estava longe, mas parecia estar mesmo ali ao lado, por isso não havia tempo a perder.
Já no avião, o silêncio que imperava foi quebrado com um longo suspiro de Zack, que parecia estar descontraído demais para a situação que estavam a viver. Kaiser decidiu por fim, questioná-lo sobre as Armas Demoníacas e como as tinha obtido.
Zack suspirou novamente e declarou ser o momento de todos saberem sobre o que se passou no passado, ainda antes de ter tomado Papier e Shade como discípulo.

Este episódio passou-se 50 anos antes, quando Zack ainda era um jovem apaixonado por artes marciais. Durante uma visita a Kyoto, no Japão, e quando estava caído numa ruela, algo alterado devido à influência de saqué, foi abordado por uma figura altamente intimidatória, envolta numa capa escura e cujo rosto não conseguiu vislumbrar. Esta figura conversou com ele calmamente e, embora partes da conversa tenham sido apagadas da sua mente, pelos efeitos da bebida, Zack recorda-se claramente, que o encapuzado lhe deixou dois grandes embrulhos, pedindo-lhe que a Humanidade estivesse pronta para que, quando chegasse o dia em que a Guerra se iniciasse e o Jubileu fosse libertado, ela pudesse dar a sua própria resposta e a chave para isso estava nos Artefactos que lhe deixara.
O encapuzado afastou-se logo a seguir e Zack podia jurar que conseguira ver uma fracção do seu rosto, que só podia ser descrito como informe, com chamas vermelhas como pele e olhos negros, o choque fê-lo desmaiar.

Kaiser não podia acreditar! Era Red Roger, que previu tudo o que iria acontecer e tomou providências para que, passado todo este tempo, a humanidade tivesse forma de combater o seu destino, que parecia traçado. Ashura tinha-lhe falado do plano para “invocar” Raven das Chamas Negras, também conhecido como Jubilee, a entidade suprema aprisionada pelos Deuses, que uniria todos os mundos, mas isso só poderia ser feito aquando do alinhamento dos planetas em 21 de Dezembro de 2012, data que já tinha passado.
Se o plano de Ashura era na verdade de Lance, então todos os acontecimentos ocorridos desde que ele encontrou Alex foram controlados de forma a culminar neste dia!
Ramiel fora corrompido. Este facto levou à aproximação de Marian e Alex, que viajou até Gaia para libertar Kaiser de Ashura, o que levou a que a Anjo o seguisse e servisse de pretexto para o início da Guerra, onde o confronto destes poderes divinos iriam quebrar as barreiras do espaço-tempo e assim, Raven escaparia da sua prisão na dimensão obscura Abyss.

Papier não estava interessado nestes pormenores. A única coisa que lhe interessava era impedir a destruição de tudo o que conhecia, por isso iria dar a sua resposta e lutar contra o destino da humanidade, sempre sacrificada por caprichos de seres supostamente superiores!
Esta atitude contagiou todos os presentes, que viram as suas dúvidas dissipadas pouco depois, quando se aproximavam da Ilha Zero e notaram a terrível carnificina que se desenrolava e que, caso não estivessem profundamente determinados, os aguardava! Cristina presenteou o grupo com novas armas para utilizarem, muito embora Kaiser, Lily e Marian não se mostrassem muito interessados. Para os restantes esta foi uma adição muito bem-vinda.
O General Zed garantiu ainda aguardar reforços e Papier completou que ainda aguardava os rivais, antes de desembarcar na ilha.

A chegada de humanos pareceu não incomodar as hordes demoníacas ou angelicais que continuavam como se nada se tivesse passado. Por outro lado, Seraph mostrou-se surpreendido por ver todos os protagonistas reunidos e principalmente Marian, que estava devastada pela sua expulsão, mas tal acontecimento arrancou-lhe um sorriso do rosto. Lance notou que Kaiser não para de o fitar, obviamente ansioso por lutar com ele e derrota-lo, por estar a destruir todo o esforço do seu pai.
A Divisão ARM organizou-se rapidamente comandada por AK-07 e o assalto começou! Anjos ou demónios, todos eram inimigos e teriam que lutar enquanto eles o efeito surpresa durava.
Sara, Rafa e Miguel juntaram-se aos soldados e era notório que estavam claramente mais fortes que aquando da invasão a Gaia, e isto não era graças às novas armas!
Lily e Marian soltaram as suas bestas, para causar devastação no campo de batalha e aproximaram-se dos Caídos e dos Arcanjos, os homens de confiança dos Líderes.

A Guerra tornava-se mais e mais caótica, quando um novo acontecimento complicou ainda mais as coisas: as fissuras que enchiam o céu tinham crescido até um ponto insustentável e qual não foi o espanto dos presentes quando pedaços do céu começaram a cair, como um espelho a quebrar-se, criando “janelas” para outra dimensão por todo o lado. Com o fabrico do espaço-tempo destruído, podia agora ver-se o céu turquesa de Gaia, mas não só. Enormes bestas começavam a atravessar as janelas e invadiam a Terra! Mas o pior nem era isso.

Uma das janelas que abriram no oceano era claramente diferente. Fazia ligação a um local altamente obscuro, que começou a criar um enorme vácuo que puxava tudo na sua direcção, como se de um buraco negro se tratasse. Depois de alguns longos segundos em que sugou soldados, demónios e anjos sem discriminação, parou por fim deixando tudo em silêncio.
Agora que a sucção tinha parado era possível ver uma espécie de ponte que levava à escuridão daquela dimensão desconhecida e uma figura enorme e musculada, envolta em chamas negras emergia, passando para o nosso mundo.

Continua na 3.ª Parte...


Comentários
5 Comentários

5 Comentários :

  1. Room401 disse... :

    Parabéns pá e continua em grande como até aqui! Um abraço

  1. Alexandersson disse... :

    Parabéns duplos, pelo aniversário e pela história que só melhora, keep it up!!!

  1. Winchester disse... :

    Como sempre a história continua cheia de reviravoltas e novos inimigos. A guerra promete!

  1. Denim disse... :

    Agora a porra ficou séria lol

  1. Yo pessoal, muito obrigado como sempre pela vossa conceituadíssima opinião e pelo sempre impressionante apoio que têm dado. Muitas surpresas ainda vêm por aí! Aguardem xD

    Beijinhos e/ou abraços!

Enviar um comentário

Não se esqueçam de deixar as vossas opiniões, porque há sempre uma palavra a dizer, por mais pateta que possa parecer! xP

 
The Grand Chaos © 2012 | Ready To Rock