● All Hell Breaks Loose: Reckoning - 2.ª Parte

26 outubro, 2012
A noite ia já avançada e Lily dormia agora profundamente, mas os rapazes não estavam descansados. Alex estava inquieto quanto à referência de Lily a “ele”. O quão poderoso poderia ser este personagem para levar Kaiser contra a sua vontade e deixar Lily naquele estado? Várias imagens passavam a grande velocidade na sua cabeça, mas uma delas era recorrente. A imagem de gelo púrpura e o silvo que paralisou Kaiser na última noite em que esteve com ele.
Alguns minutos se passaram e Alex recebeu uma aguardada visita. Marian estava de volta com novidades, mas o ar carregado não fazia prever notícias positivas.

Já no quarto, Marian contou a Alex o que descobriu com os Anjos. Kaiser, naturalmente na sua forma espectral, foi conduzido a um Portal que o transportou ao Submundo. Ele foi aparentemente de livre vontade, mas estava acompanhado de perto por um demónio esquecido por muitos séculos.
Ashura foi um dos grandes Generais do primeiro Rei Demónio, com um papel preponderante ao longo da Guerra das Almas. Com o tempo, a sua ambição cresceu até um ponto em que a sua influência cresceu ao ponto de se tornar num obstáculo ao próprio Rei. Ashura devorava todas as almas que encontrava, desafiava as ordens do seu mestre e os seus seguidores aumentavam exponencialmente.
Kaiser, na época ainda um jovem guerreiro à procura de provar o seu valor, foi o primeiro a fazer-lhe frente e os dois travaram uma luta violenta. Kaiser acabaria por sair derrotado, mas foi este acto de coragem que o tornou conhecido ao braço direito do Rei, Red Roger, que tomou a decisão de acabar com a corrupção que alastrava pelo Regimento. Red Roger tornou-se no novo Líder, prendeu Ashura e eventualmente conseguiu garantir as tréguas com os Anjos após séculos de Guerra.
Ashura teria escapado e estava à procura de vingança contra Kaiser, afinal a luta entre os dois foi o gatilho para a sua derrota. Mas esta não era a história toda. Marian investigou mais a fundo e descobriu que Ashura na verdade Frost N Ashura, o fundador do Clã Ashura, que depois da sua queda passou a denominar-se Ashley. Actualmente o clã é composto apenas por mulheres, também conhecidas como as Rainhas do Gelo, clã ao qual Lily pertence.
Alex percebia agora o porquê de Lily estar completamente despedaçada, e tinha a certeza de que Kaiser não foi de livre vontade com Ashura, algo o forçou a isso. No entanto, e agora que já conhecia um pouco do misterioso passado dos demónios, tinha ainda mais vontade de os ajudar, por isso o destino dele estava traçado: o Submundo dos Demónios!

Marian sorriu ao notar o crescimento de Alex em relação ao momento em que o conheceu. Ele nunca se negou a ajudar ninguém, mas agora passava uma confiança que não a fazia duvidar de que iria conseguir resgatar Kaiser. Marian garantiu ao jovem que trataria dos preparativos para a invasão ao Mundo Paralelo, o que levaria alguns dias. Até lá ele teria que aguardar e pensar numa boa forma de levar a missão a bom termo.

Quando Lily acordou, Alex contou-lhe do que soube por Marian e do seu plano para resgatar Kaiser. Lily estava visivelmente abatida mas não acreditou que fosse possível fazer algo por Kaiser, afinal ele foi por sua vontade para proteger não só Alex como ela própria.
O jovem viu assim as suas suspeitas confirmadas. Ashura procurou por Kaiser durante muito tempo mas nunca o descobriu, mas agora que ele se tinha afeiçoado a Alex e à “nova família” (embora alguns dos membros nem desconfiassem da sua presença…), estes sentimentos tornaram-no vulnerável. Bastou esta ameaça materializar-se para que Kaiser não hesitasse em sacrificar-se para os proteger. Quem diria que um demónio pudesse comportar-se desta forma?


Nessa noite, Alex saiu e parou num pequeno bar para pensar no que faria a seguir. A verdade é que ele se fez de forte mas tem muitas dúvidas sobre se esta invasão terá algum sentido. Ele, Lily e Marian irão entrar num mundo que desconhece e que deve ser habitado por criaturas aterradoras que não hesitarão em eliminá-lo, um mero humano…
Os seus pensamentos foram interrompidos ao notar uma figura conhecida atendê-lo no bar. Sara parecia ter ganho o hábito de aparecer sempre que Alex se encontrava numa qualquer encruzilhada, mas desta vez parecia ser diferente.
Depois de lhe servir a bebida, a jovem sentou-se ao seu lado e perguntou-lhe qual era o plano. Alex fingiu-se desentendido mas a confusão no seu rosto era evidente. Sara sorriu e calmamente disse que sabia de tudo o que se tinha passado com Kaiser e que podia fazer algo para ajudar. Alex tentou disfarçar mas acabou por não resistir e quis saber como ela se lembrava de Kaiser.
Sara contou-lhe que teve alguns pesadelos nos primeiros dias após a sua libertação, tendo recuperado a memória pouco tempo depois e durante os meses que se seguiram manteve-se sempre informada sobre as actividades de Kaiser e Lily. Ela confessou ao jovem que embora Lily a tenha possuído durante algum tempo e ainda hoje sinta alguma dificuldade ao vê-la, nunca fez algo realmente mau, apenas procurou Kaiser e ela pôde sentir toda sua alegria quando o encontrou.
Além disso, uma das recordações que mais a marcou foi o pedido de Alex a Kaiser para que Lily a deixasse voltar à vida normal e essa era uma das razões para que ela agora lhe oferecesse a sua ajuda. Além disso, concluiu, estes dois demónios eram mais humanos que muita gente que ela conhecia.

O jovem agradeceu a Sara e lamentou que ela tivesse sido arrastada por Lily para aquela situação, preparando-se para sair, quando Sara o interpelou para uma última pergunta: Alex já conseguira controlar os poderes que Kaiser lhe deixou?
Alex ficou estupefacto com a pergunta de Sara. Ele tinha treinado durante meses com Kaiser mas nunca ganhou qualquer tipo de poderes. Sara desconfiou que o demónio não lhe tivesse contado, afinal também ela descobriu os seus poderes por acaso. Para lhe provar da veracidade das suas afirmações, serviu-lhe uma nova bebida, que ficou totalmente gelada apenas com um olhar. O jovem ficou bastante impressionado e notou a semelhança com os poderes da amiga demónio.
Sara explicou que os corpos deles absorveram algumas das características dos seus hospedeiros e agora conseguem reproduzi-las, embora sem a mesma potência dos originais e garantiu a Alex que também ele tinha poderes deixados por Kaiser, tinha apenas de aprender a controlá-los e ela podia ajudá-lo com isso.


Passaram alguns dias e Marian finalmente concluiu os preparativos para a grande viagem.
Nessa noite fria, Alex e Lily reuniram-se com Marian que os esperava, mas sem boas notícias. Ela descobrira um Portal que tinha sido fechado por Anjos recentemente, por isso este tinha que ser guardado para que os demónios não voltassem à Terra durante os minutos em que este estivesse aberto. Alex compreendeu a decisão da amiga, e agradeceu pelo enorme risco que correu ao abrir um Portal desta forma, além disso acrescentou que se um anjo fosse descoberto no Submundo provavelmente causaria muitos problemas.
Sara surgiu pouco depois, para se juntar ao grupo. Lily mostrou-se muito surpreendida por vê-la e ainda mais ao notar que a sua memória estava intacta. Alex reafirmou que não queria arrastá-la mas ela replicou alegremente que a decisão não era dela e já estava tomada.
Marian não percebia bem o que se passava mas a sinal de Alex abriu o Portal para que finalmente pudessem começar a missão. Já estavam prestes a entrar quando foram surpreendidos por Rafa e Miguel que também queriam participar.
Alex não queria acreditar que eles estavam ali e Rafa explicou que eles ouviram a conversa de Alex e Lily e embora o primeiro impulso deles tivesse sido ligar para o manicómio, decidiram ajudar Alex, porque é isso que os amigos fazem, mas Miguel avisou o jovem que para a próxima não quer ser deixado de fora de uma história destas.
O grupo estava agora completo e os cinco entraram no Portal, a caminho do Submundo!


O Submundo dos Demónios, denominado Gaia, existe num espaço paralelo ao nosso. Ao contrário da Terra, Gaia é uma espécie de rochedo irregular, com uma enorme montanha à superfície, que expele continuamente uma matéria negra tal qual um vulcão. Esta substância forma o único oceano deste mundo, que corre a velocidades enormes até às extremidades do mundo onde cai em catarata para o vazio conhecido como Limbo. Sobre esta Dark Matter existem quatro continentes, cada um com características bem diferentes e sem qualquer ligação entre si. O continente do Norte, Kita, é o mais avançado tecnologicamente e onde vive a grande maioria dos demónios, e onde está localizado o Palácio Real. No Oeste, Nishi, existem sobretudo florestas e os demónios que habitam este continente são sobretudo nómadas que vivem de acordo com a fauna. Para Este, Kono, dominam os desertos e a vida é rara, pelo que os poucos demónios habitam nesta zona foram exilados. No Sul temos o continente gelado, Minami, onde vive o Clã Ashley, as Rainhas do Gelo.

A paisagem de Gaia é ainda dominada por um outro aspecto, esse sim, completamente diferente do nosso, que são as Ilhas Ten. Vagueiam sob o céu azul-turquesa, como pequenos satélites a girar à volta de Gaia e são habitadas por criaturas poderosas que não existem noutro local.
Acima destas existe ainda uma outra ilha, gigantesca e artificial, fixa no céu e à vista de todos. Pandemonium, a cidade-prisão, onde os prisioneiros mais poderosos são levados, torturados e deixados a apodrecer pela eternidade. Este foi o lar de Ashura pelos últimos séculos e agora o destino dos jovens que procuram libertar Kaiser.


O portal conduziu o grupo ao continente do Sul, lar das Ashleys. As temperaturas eram baixíssimas e uma nevasca varria toda a área onde surgiram. Lily suportava bem o frio, mas até Sara que possui alguns dos seus poderes tinha alguma dificuldade em aguentar e brutal diferença de temperatura. Alex usou as suas recém-descobertas habilidades para criar uma barreira de calor à volta dos seus corpos para os proteger. Lily mostrou a sua desaprovação pela utilização dos magníficos poderes de Kaiser como aquecedor enquanto os levava até ao seu lar mas os jovens estavam mais interessados em aquecer-se mais um pouco e Alex ignorou a provocação.
Algumas horas de caminhada depois, que Alex aproveitou para contar toda a história do último ano aos amigos, chegaram finalmente a uma parede de rocha que bloquava a passagem. Lily aproximou-se e na parede que parecia homogénea começaram a definir-se os traços de um portão que se abriu em seguida. A furiosa tempestade que se sentia do lado de fora do portão não existia dentro dos seus limites, o que dava ainda mais imponência ao impressionante castelo de pedra prateada cuja beleza os deixou sem palavras.

Lily avançou em silêncio e abriu a porta do castelo, convidando-os a entrar no Lar do Clã Ashley. A próxima fase do plano de resgate ia por fim ter início!


Continua na 3.ª Parte…


Comentários
4 Comentários

4 Comentários :

  1. Alexandersson disse... :

    Está muito fixe, realmente desde o início da história que se esperava que eles acabassem por ir ao mundo dos demónios. Força com isso!

  1. Room401 disse... :

    Brave new world, parece-me bem!

  1. Dih disse... :

    A história está cada vez melhor, embora ainda esteja um pouco lenta...espero que ainda tenhas mais surpresas!

  1. Boas pessoal e obrigado pelos vossos comentários.
    Posso garantir que vêm aí algumas surpresas interessantes no resto da história, por isso aguardem pela terceira parte! xD

    Beijinhos e/ou abraços

Enviar um comentário

Não se esqueçam de deixar as vossas opiniões, porque há sempre uma palavra a dizer, por mais pateta que possa parecer! xP

 
The Grand Chaos © 2012 | Ready To Rock